Apresentação

É com grande satisfação que apresentamos o VI Simpósio Internacional Ciência, Saúde e Território e VI Encontro de Sistemas Integrados de Produção Agropecuária do Sul do Brasil-SIPA, a realizar-se nos dias 25, 26 e 27 de maio de 2021 na Universidade do Planalto Catarinense em Lages, na Serra Catarinense desta vez na modalidade on line. Os eventos serão organizados pelo corpo docente do Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Ambiente e Saúde da UNIPLAC (PPGAS/UNIPLAC) e Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI/Lages), juntamente com algumas instituições parceiras como o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC/Lages), Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (UNIARP), Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA).

A temática do evento será inspirada nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU.

ODS 2 = assegurar sistemas sustentáveis de produção de alimentos e implementar práticas agrícolas resilientes, mantendo o equilíbrio dos ecossistemas e fortalecer a capacidade de adaptação às mudanças climáticas.

ODS 3 = reduzir as mortes e doenças por produtos químicos perigosos, contaminação e poluição do ar, água e solo, de modo a garantir o bem estar, segurança e uma vida saudável.

ODS 6 = garantir o acesso e a gestão da água e saneamento a todos e a todas.

ODS 11 = tornar os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

ODS 13 = aumentar a conscientização e a capacidade humana e institucional sobre mitigação, adaptação, redução de impacto e alerta precoce da mudança do clima.

ODS 15 = proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres e evitar a perda de biodiversidade.

A proposta do evento vem ao encontro da necessidade de suprir lacunas no campo técnico, científico e social da saúde única, da produção de alimentos e da manutenção dos serviços ecossistêmicos, assegurando qualidade de vida às populações e equilíbrio aos seus ecossistemas.

Por conseguinte, a fim de dar prosseguimento às estratégias de ações interdisciplinares na relação entre o ambiente e a saúde, a presente edição do Simpósio tem por objetivo fomentar a discussão, por meio de palestras, minicursos, mesas-redondas, apresentação de trabalhos científicos e trocas de experiências com profissionais de notório saber das diversas áreas do conhecimento, acerca da indissociabilidade existente entre a saúde humana, a saúde animal e a saúde ambiental, o que é essencial para a produção sustentável dos alimentos e para a manutenção do equilíbrio e do funcionamento dos serviços ecossistêmicos, uma vez que, interações entre humanos e animais ocorrem o tempo todo, em diversos ambientes e de diferentes maneiras, cujas interações podem ser responsáveis pela transmissão de agentes infecciosos que levam à ocorrência de doenças emergentes e reemergentes. Bem como, os desastres naturais, provocada pela contaminação ambiental e pelo desequilíbrio dos serviços ecossistêmicos, podem provocar alterações na bioecologia de vetores de diversas doenças colocando em xeque a saúde pública e o bem estar da população urbana e rural

Além disso, as temáticas debatidas durante o evento servirão como um alerta para sinalizar a importância do trabalho conjunto, multi, trans e interdisciplinar entre as diferentes áreas do conhecimento para conquistar, no futuro, comunidades mais saudáveis a partir do tratamento indissociável da relação humana, animal e ambiental. E desta forma, garantir condição de vida segura e confortável a todos e a todas, em todos os ambientes e em todas as esferas: local, regional, nacional e global.

A partir do encontro de pesquisadores, estudantes e comunidade em geral, espera-se propiciar um fórum de divulgação de conhecimentos nacionais e internacionais relacionados às questões que envolvem Ciência, Saúde e Território e Sistemas Integrados de Produção Agropecuária sob os pilares da intensificação sustentável. Vale lembrar que é importante que esse diálogo entre pesquisadores com perspectivas distintas ultrapasse as fronteiras da comunidade científica e da universidade, para interagir também com os atores e setores da sociedade em todos os territórios.

Assim, convidamos os profissionais das mais diversas áreas do saber, estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores e todos os cidadãos interessados, a participar do nosso encontro técnico, cientifico e profissional!

Seja bem-vindo!
Comissão Organizadora

Apoio:

Realização: