PALESTRANTES

André Campos Burigo

Sanitarista da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), onde é membro do Grupo de Trabalho sobre agrotóxicos. Atualmente faz doutorado em Saúde Pública na Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), e atua na Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz) nos temas Saúde do Campo, Educação do Campo e Conflitos Ambientais. Membro da coordenação do Grupo Temático Saúde e Ambiente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO) e um dos organizadores do "Dossiê Abrasco: um alerta sobre os impactos dos agrotóxicos na saúde".

Bianca Ramos Marins Silva

Biomédica. Mestrado e Doutorado em Vigilância Sanitária de Produtos pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde pela Fundação Oswaldo Cruz (INCQS/FIOCRUZ). Professora Adjunta do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (ISC/UNIRIO).

Valter Bianchini

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Especialista em Políticas Agrícolas pela UNICAMP e Doutor em Meio Ambiente e Desenvolvimento pela Universidade Federal do Paraná. Atuou como Extensionista Rural no Instituto Emater Paraná, Pesquisador no Departamento de Estudos Socioeconômico (DESER) e atualmente é Oficial Nacional de Projetos no escritório Regional da FAO do Sul do Brasil. Foi Secretário Nacional de Agricultura Familiar do Ministério de Desenvolvimento Agrário nos períodos 2003/2007 e 2012/2014. Ocupou o cargo de Secretário Estadual de Agricultura e Abastecimento do Estado do Paraná de 2007 a 2010. Ajudou a formular, implementar e gerir um conjunto de políticas públicas e programas que contribuíram com a Agricultura Familiar como: o PRONAF, o Seguro da Agricultura Familiar, o Seguro Garantia Safra, o Programa de Garantia de Preços da Agricultura Familiar, a elaboração da Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural, o Programa de Compras da Agricultura Familiar, o Plano Nacional da Agroecologia e Produção Orgânica (PLANAPO) entre outros. Recentemente publicou o livro? Pronaf Vinte Anos?. Neste livro Valter Bianchini relata parte desta rica experiência vivida nestes 20 anos de um programa que aplicou em crédito rural para a agricultura familiar mais de R$ 160 bilhões e que atende hoje mais de 2 milhões de famílias. Assumiu em Fevereiro de 2016 a coordenação do escritório da FAO na Região Sul do Brasil como Oficial Nacional de Programas.

Daniela Ferreira Araújo Silva

Doutora em Ciências Sociais (Unicamp) com pós-doutorado em Medicina Preventiva (Unifesp), pioneira na introdução do protocolo MB-EAT no Brasil, parte da equipe fundadora do Grupo Interdisciplinar de Assistência e Estudos em Transtornos Alimentares (GETA - Unicamp) e integrante do Grupo Corpo e Cultura - EndangeredBodies São Paulo.

Ana Giménez

Química Farmacéutica titulada enlaFacultad de Química, Universidad de la República. Profesor Adjunto del Área de Sensometría y Cienciadel Consumidor de delaFacultad de Química, Universidad de la República (UdelaR) e investigador asociadodel Centro de Investigación Básica enPsicología de laFacultad de Psicología, UdelaR. Es investigador Nivel I del Sistema Nacional de Investigadores (ANII). Ha participado endocencia de grado y posgradoenel área de Sensometría y Cienciadel Consumidor, así como en diversos cursos de extensión vinculados al área. Ha publicado más de 90 artículos científicos en revistas arbitradas internacionales y más de uncentenar de trabajosenel área de Sensometría y Cienciadel Consumidor encongresosnacionales e internacionales. Entre sus líneas de investigaciónactuales se destaca laevaluación de estrategias para lareduccióndelcontenido de sal y azúcarenproductosprocesados, laevaluacióndel potencial efecto de políticas públicas enlos hábitos alimentarios de lapoblación, así como lainvestigaciónenrelación a vida útil de alimentos.

Gustavo Kauark Chianca

Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e Mestre pela Université Sorbonne Nouvelle Paris - III IHEAL (Institut des Hautes Etudes de l?Amérique Latine) em sociedades latino-americanas, área de concentração em economia. É Representante Assistente da FAO no Brasil e Ex Diretor Executivo da Embrapa e Ex Presidente da Pesagro (Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro).

Mariana Rocha

Formada em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina e mestre em Direitos Humanos e Democratização pelo Centro Interuniversitário Europeu em Direitos Humanos e Democratização (Itália/Holanda). É assistente da Diretoria e Ponto Focal de Parcerias no Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos da ONU, onde apoia a cooperação com os países e o desenvolvimento de projetos e parcerias do Centro. Desde 2009, atua na área de cooperação internacional e direitos humanos, tendo trabalhado em organizações e ONGs internacionais como International Partnership for Human Rights, Parlamento Europeu, Human Rights Watch e FIAN International.

Nilva Lúcia Rech Stédile

Formada em Enfermagem (Bacharelado e Licenciatura) pela Universidade de Caxias do Sul/RS (1982), especialista em Saúde Pública (UCS) e em Gestão e Liderança Universitária (IGLU/2011), mestre em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (1996), doutora em Enfermagem pela Universidade Federal de São Paulo (2002) e pós-doutora no Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde do ICICT/FIOCRUZ (2014). Atualmente é professora do Centro de Ciências da Saúde da Universidade de Caxias do Sul e professora do Mestrado Profissional em Engenharias e Ciências Ambientais. É pesquisadora na área de resíduos de serviços de saúde, saúde e meio ambiente e organização e gestão de políticas sociais públicas. Tem experiência na área de Educação, da Saúde e da Gestão Universitária (coordenadora do curso de Enfermagem, chefe do Departamento de Enfermagem, Diretora do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde e Pró-Reitora de Graduação/UCS), atuando principalmente nos seguintes temas: enfermagem, saúde da família, prevenção em saúde, atuação do enfermeiro, organização e gestão das políticas públicas, resíduos sólidos de serviços de saúde, variáveis ambientais que interferem com a saúde e formação de professores.

Susanne Rath

Possui graduação em Química pela Universidade de Brasília (1983), mestrado em Química pela Universidade Estadual de Campinas (1986), doutorado (Ph.D) em Química Farmacêutica pela Johann Wolfgang Goethe Universität Frankfurt a.M., Alemanha (1990) e pós-doutorado na Universidade Estadual de Campinas (1996). Atualmente é Professora Livre Docente MS 5.2 do Instituto de Química da Universidade Estadual de Campinas. Coordenou a Central Analítica do IQ no período de 2010 a 2015 e coordena o Laboratório de Pesquisa Bioanalítica Paracelsus. Publicou 94 artigos em periódicos científicos, 6 capítulos de livros, 4 patentes e apresentou mais de 180 trabalhos em congressos. Orientou 14 dissertações de mestrado, 13 teses de doutorado, 30 de iniciação científica e supervisionou 8 pesquisadores de pós-doutorado. Ainda, coordenou vários projetos de pesquisa com financiamento do CNPq e FAPESP e atualmente coordena um projeto temático (Resíduos de Medicamentos Veterinários no Ambiente). Desenvolve pesquisa em área multidisciplinar na área de Química Analítica, Farmácia, Ciência de Alimentos e Química Ambiental. Desde 2007 tem atuado no Comitê de Peritos em Aditivos Alimentares (JECFA) da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação e Organização Mundial da Saúde (FAO/OMS) e desde 2011 é Membro do Grupo Técnico de Limite Máximo de Resíduos para Medicamentos Veterinários em Alimentos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde do Brasil.

Juliana Rosa Carrijo Mauad

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal (2001), mestrado em Medicina Veterinária (Área de Medicina Veterinária Preventiva) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2004), Doutorado em Medicina Veterinária (Área de Clínica Veterinária/ Parasitologia) (2008) pela mesma Instituição. É Professora adjunta IV da Faculdade de Ciências Biológicas e Ambientais da Universidade Federal da Grande Dourados e Orientadora do Mestrado em Agronegócio da FACE/UFGD. Tem experiência na área de Medicina Veterinária Preventiva (Educação Sanitária/Promoção da Saúde), Parasitologia e Sanidade de peixes de água doce; atuando no mestrado com a linha Gestão do Agronegócio (cadeia da piscicultura). Foi Coordenadora de Ensino de Graduação e atualmente é Pró-Reitora de Extensão e Cultura da UFGD.

Realização: Apoio: